Agroecologia nas Eleições

Apresentação

Aqui você encontra informações sobre a campanha de mobilização Agroecologia nas Eleições 2022, uma iniciativa de incidência política nas candidaturas federais e estaduais. Uma proposta conduzida pela Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) para dialogar e mostrar que existe sim um caminho possível para a construção e o fortalecimento das políticas públicas de futuro, com valorização da agricultura familiar camponesa, dos povos e comunidades tradicionais e da agroecologia. A campanha de mobilização busca fortalecer a defesa do meio ambiente e da soberania e segurança alimentar e nutricional, valorizando iniciativas da sociedade civil organizada e dando visibilidade às inúmeras experiências que existem em cada canto deste país.

Democracia e agroecologia para unir campo e cidade

Nós, da Articulação Nacional de Agroecologia, valorizamos e defendemos o processo eleitoral democrático e, por isso, estamos juntas e juntos para pautar as propostas e reivindicações do movimento agroecológico, além de trazer e debater as bandeiras de lutas que acreditamos serem fundamentais para a construção das políticas de futuro.

O processo eleitoral é o momento de promovermos o debate junto às candidaturas com toda diversidade de identidade, potencialidades, cores e lutas de nosso povo!

Nosso voto vale muito e é parte da nossa cidadania! É nosso direito construir e contribuir com a sociedade do jeito que a gente acredita!

Para um Brasil agroecológico e democrático

Contra a fome, movimento agroecológico lista 13 medidas prioritárias para o novo Governo Federal

A Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) entregou ao gabinete de transição uma relação de 13 medidas prioritárias para combate à fome e apoio à agricultura familiar no próximo mandato do Governo Federal.

O documento apresenta uma agenda propositiva com 100 ações de curto, médio e longo prazos, contemplando temas como democratização do acesso à terra, abastecimento alimentar, produção de alimentos saudáveis, valorização das comunidades tradicionais, fortalecimento da agricultura urbana e outras urgências ligadas à insegurança alimentar e nutricional.

Elaborado por organizações, coletivos e movimentos sociais que compõem a Articulação Nacional de Agroecologia (ANA), o documento representa um esforço de síntese de demandas, oportunidades e caminhos que vêm sendo construídos ao longo de mais de 20 anos em benefício de toda a sociedade brasileira.

ENTRE DESMONTES E RESISTÊNCIAS: uma análise de políticas públicas e normativas estaduais que fortalecem a agroecologia

A publicação Entre desmontes e resistências apresenta uma análise sobre as 487 políticas públicas e normativas estaduais que apoiam a agricultura familiar, fortalecem a agroecologia e promovem a soberania e segurança alimentar e nutricional. Parte da campanha de mobilização Agroecologia nas Eleições 2022, o levantamento das políticas e normativas é resultado de uma pesquisa-ação desenvolvida de forma descentralizada e que contou com o engajamento das redes e articulações estaduais de agroecologia. O levantamento dos dados foi realizado entre os meses de junho e julho de 2022 por 29 consultoras/es contratadas/os, abrangendo todos os estados do Brasil e o Distrito Federal.

Além desta publicação, o levantamento resultou em um mapa interativo (que pode ser acessado logo abaixo). Os dados nacionais e por estado também foram sistematizados e estão disponíveis em uma apresentação em PDF, a seguir nesta página.

Políticas públicas e normativas estaduais que fortalecem a agroecologia

ESTUDO INÉDITO: Brasil, do flagelo da fome ao futuro agroecológico

A Articulação Nacional de Agroecologia apresenta o documento “Brasil, do flagelo da fome ao futuro agroecológico – Uma análise do desmonte das políticas públicas federais e a agroecologia como alternativa”, que reúne e analisa, pela primeira vez, os principais atos de desmonte de políticas públicas federais de apoio à agricultura familiar, à agroecologia e à segurança alimentar e nutricional no país.

A pesquisa contempla também o levantamento de propostas de representações do movimento agroecológico para a reconstituição e aprimoramento de políticas e instituições necessárias para o avanço da perspectiva agroecológica como enfoque para o desenvolvimento de sistemas alimentares socialmente justos, ecologicamente sustentáveis e culturalmente adequados.

Carta-Compromisso

Esta carta foi dirigida às candidatas e aos candidatos aos poderes Executivo e Legislativo federal e estaduais durante o processo eleitoral de 2022. Ela apresenta as principais demandas referentes ao reconhecimento e ao fortalecimento da agroecologia pelo Estado brasileiro.

Ao assinar a Carta-Compromisso, a candidata ou o candidato comprometeu-se a, caso eleita/o, trabalhar em diálogo com a sociedade civil para tornar efetivas as proposições apresentadas no documento.

Tais demandas estão organizadas em cinco eixos estruturantes e resultam de convergências políticas consolidadas ao longo dos 20 anos de existência da ANA, sob a inspiração de aprendizados e desafios identificados na construção da agroecologia em todo o país. Entendemos que o apoio público, irrestrito e integral a essas propostas é condição inseparável do compromisso das candidaturas com a plena restauração do Estado Democrático de Direito e com a construção de novos valores para a convivência social e ecológica.

O referido compromisso implica também o reconhecimento da função do Estado no fortalecimento das representações e da expressão pública das organizações e movimentos da sociedade civil na construção da agroecologia.

Reparou bem na identidade visual dessa proposta?

Pois é! Ela é muito representativa em vários aspectos. Além das cores de nossas lutas, essa imagem traz diversidade geracional, racial, étnica e de gênero. Reafirma a importância da urna eletrônica como instrumento do direito ao voto e da confiança nas instituições democráticas. Apresenta a alimentação adequada e saudável como um elemento fundamental para pensar o futuro e mostra que a democracia é uma conquista da luta popular e, também por isso, precisamos defendê-la sempre.

A planta brotando no título Agroecologia nas Eleições simboliza um universo inteiro de sonhos que queremos construir, sem perder a referência dos caminhos já trilhados, das lutas e das experiências potentes das trajetórias de nosso povo, que são para nós essa energia da semente que brota da terra.

Jornada de mobilização  

Nossa trajetória é intensa, cheia de desafios diante do cenário que vivemos no país, mas também com muita força e inspiração de nosso povo, nossas histórias, nossas utopias e no caminho que queremos construir! Vamos [email protected]?

Conheça a iniciativa Agroecologia nos Municípios:

Saiba mais sobre sobre a ação de incidência política nas eleições para prefeitas/os e vereadoras/es em 2020:

Acompanhe a ANA nas redes sociais:

Notícias