O Comida de Verdade nas Escolas do Campo e da Cidade é uma ação da sociedade civil que pretende analisar, por meio da pesquisa-ação, a importância da inserção de alimentos da agricultura familiar e agroecológicos na merenda escolar.

Essa modalidade de compra está prevista no Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) que, desde 2009, orienta estados e municípios a destinar, pelo menos, 30% dos recursos repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para aquisição de alimentos diretamente de agricultoras e agricultores familiares.

A pesquisa-ação é uma iniciativa piloto desenvolvida, inicialmente, em sete municípios de todas as regiões do país. “Sabemos que esse é um número pequeno de iniciativas diante das experiências existentes que, felizmente, são muitas. Esse número  de municípios se deve à limitação de recursos que conseguimos captar até o momento”, esclarece a equipe de coordenação.

A seleção dos municípios passou por consultas às articulações regionais que compõem a Articulação Nacional de Agroecologia (ANA) e foi realizada pelo coletivo de coordenação da iniciativa a partir de um conjunto de critérios capazes de captar a diversidade de contextos e de características das experiências.

Na Amazônia foi escolhido  o município de Morros/MA; no Centro-Oeste, Cuiabá/MT; no Nordeste, Remanso/BA e São José do Egito/PE; no Sul, São João do Triunfo/PR. No caso da região Sudeste, a definição dos municípios de Belo Horizonte e São João das Missões, em Minas Gerais, foi parte das negociações a à época do IV Encontro Nacional de Agroecologia (ENA) quando foram elaborados os projetos que captaram recursos para essa iniciativa.

A expectativa é que essa ação possa ser ampliada para outros municípios, em projetos futuros, ou ainda abraçar organizações da ANA e do Fórum Brasileiro de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (FBSSAN) que tenham condições próprias de aplicar em seus territórios a metodologia participativa que vem sendo construída coletivamente.

Além da ANA, são parceiros dessa iniciativa o FBSSAN, a Associação Brasileira de Agroecologia (ABA) e a Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), com apoio das agências de cooperação Misereor e Porticus.

Dexe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.