Em documento assinado por mais de 40 organizações, os movimentos sociais da agricultura familiar e camponesa, da segurança alimentar e nutricional e do meio ambiente defendem uma EMBRAPA PÚBLICA E FORTALECIDA
e se opõem à atual proposta de “reestruturação” da empresa pelo governo Bolsonaro e pela ministra Tereza Cristina,
que representa mais uma tentativa de destruição e privatização da empresa pública brasileira de Pesquisa Agropecuária.

Confira o documento abaixo:

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.