IV ENA Notícias

Conheça a Libertária: a cerveja artesanal inspirada em mulheres, feita por e para mulheres

As/os participantes do IV Encontro Nacional de Agroecologia vão ter oportunidade de experimentar as cervejas APA Sempreviva e Cream Ale. Parte das vendas será direcionada para movimentos feministas.

Inspiradas em mulheres e movimentos feministas latino-americanos, as produtoras da Zona da Mata mineira Thayane Meireles e Liliam Telles criaram a cerveja Libertária. Elas buscam desconstruir o machismo que ainda prevalece no movimento de cerveja artesanal e caseira no Brasil, e por isso produzem uma bebida que considera a experiência feminina com os diferentes sabores e desmistifica o estereótipo de que mulher é frágil e gosta de cerveja leve.

Durante o IV Encontro Nacional de Agroecologia, que acontece nos dias 31 de maio e 3 de junho, em Belo Horizonte (MG), vão ser comercializadas duas cervejas da marca na Praça de Alimentação: a American Pale Ale (APA) Sempreviva, uma cerveja com médio amargor e muito saborosa; e a Cream Ale, mais leve para quem gosta de beber em longas conversas com as/os amigas/os de coração valente!

A Libertária é produzida com água, malte, lúpulo e levedura, ao contrário de cervejas convencionais feitas com milho transgênico, e vai ser comercializada no ENA em garrafas de 600ml ou canecas de chopp de 300ml. As canecas também serão vendidas a menor custo, para evitar o consumo de copos descartáveis no encontro.

Elas explicam que, além de ser inspirada, produzida por e para mulheres, a Libertária tem o diferencial de propor a construção de um empreendimento coletivo e colaborativo, anticapitalista e antirracista:

“Temos informalmente um conselho consultivo, composto por mulheres e amigxs LGBTs, que são próximxs a nós e ao qual recorremos em todas as decisões que a gente toma. Somos descapitalizadas e criamos outra forma de estruturar o empreendimento, que é a partir da cooperação com outras pessoas. Temos muito apoio, inclusive financeiro e na gestão, de várias pessoas que estão acreditando nesse processo. Essa produção de cerveja para o ENA só está sendo possível porque várias pessoas nos apoiaram: estudantes, professoras, feministas e amigxs. Por isso, a cada litro da APA Sempreviva vendido no ENA, um real vai ser destinado para movimentos de mulheres”.

***
Você vai comercializar algum produto na Praça de Alimentação ou na Feira de Sabores e Saberes do IV ENA? Envie sua história ou a do seu grupo produtivo pra nós, pelo e-mail: comunicaena@gmail.com

1 comentário

Dexe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.