pauta margaridasPor Barack Fernandes, da Contag

Empoderadas politicamente, as margaridas que fazem a comissão Nacional de Mulheres da Marcha, entregaram as mãos da Ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci, Ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello e Ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rosseto, o caderno de pauta da 5ª Marcha das Margaridas nesta sexta-feira (03/07/2015) no Espaço Israel Pinheiro em Brasília-DF. 

 

 “Vamos seguir marchando, marcando nosso espaço, travando o grande desafio de avançar no debate sobre a Soberania e Segurança Alimentar, Reforma Agrária ampla e massiva, no enfrentamento a qualquer forma de violência contra mulher, entre outros temas que trazem em sua essência o protagonismo das mulheres do campo, cidade, floresta e águas”, destacou a secretária de mulheres trabalhadoras rurais da CONTAG, Alessandra Lunas, logo após entregar a pauta aos representantes do Governo Federal.  

Uma história de luta também trazida de forma muito direta pelo presidente da CONTAG, Alberto Broch.

  “A entrega da pauta hoje às mãos das  Ministras (os), representa  os anseios de milhares de companheiras  que lutam  com  recursos  próprios para fazer da Marcha a maior tribuna de onde elas podem dizer o que pensam e querem. O documento que reafirma um Projeto de sociedade para  construir um Brasil soberano, sustentável, mais democrático, justo e igualitário na cidade e no campo”, ressaltou o presidente da CONTAG, Alberto Broch. 

 “Essa ciranda não é minha não, ela é de todas nós”…  

“Olha Brasília está florida, estão chegando as decididas”…   

A cada fala, as margaridas entoaram canções que convocavam pra luta! Que reafirmavam que é preciso recarregar as baterias para fazer um grande Ato em Brasília-DF, nos dias 11 e 12. Que a entrega da pauta é mais uma etapa cumprida ao longo da jornada  que é a 5ª Marcha das Margaridas.   

“Conclamo a todas as mulheres para vir participar da 5ª Marcha das Margaridas e   assim contrapormos  qualquer tipo de violência  contra as mulheres”,  destacou a presidenta da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Roraima, Maria Alves.

  “Neste momento quero convidar todas as mulheres para juntar-se a nós na Marcha das Margaridas. Espero que nossa força seja conhecida  nos dias 11 e 12 em Brasília-DF”, convocou a secretária de Mulheres da Fetag Bahia.  

Uma fala de repúdio!  

Após receber a pauta, a Ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci , resgatou a história de luta das mulheres na pessoa de Margarida Alves, líder alagoana que deu nome a maior ação de massa das mulheres no mundo.  Trazendo para reflexão que a mesma luta travada por Margarida Alves, deve ser travada nos dias atuais, fazendo menção do desagravo feito  recentemente através de adesivos  à presidenta do Brasil, Dilma Rousseff, e que segundo ela estavam sendo comercializado por uma grande empresa de Comunicação do Brasil.

“Não podemos aceitar qualquer desagravo as mulheres. Vamos lutar pela garantia de direitos. Dizemos NÃO ao racismo. Dizemos NÃO Aa violência contra a mulher”, destacou a ministra.

  Vale destacar que ainda na sexta-feira, pela manhã (03/ 06/2015), a diretoria das CONTAG  publicou uma nota repudiando o ato “imoral” de total desrespeito contra a presidenta do Brasil, Dilma Rousseff.    

Entrega das respostas  

A presidenta Dilma  Rousseff, deve entregar as respostas da pauta da 5ª Marcha das Margaridas no dia 12 de agosto no estádio de Futebol, Mané Garrincha.   

Dexe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.