Notícias

Testado em GO, feijão agroecológico é livre de qualquer produto químico

Para produtor, uma das vantagens é não ter de lidar com veneno. Alimento é plantado em volta de árvores e espécies nativas do cerrado.

 

 

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Arroz e Feijão está testando uma nova variedade do feijão, chamado de agroecológico. Os testes acontecem em uma propriedade de Pirenópolis, a 127 quilômetros de Goiânia. “Ele é produzido absolutamente sem nenhum produto químico e desenhado de acordo com as normas da natureza. As plantas conseguem conviver com insetos e com pragas e fungos sem causar danos econômicos”, explica o pesquisador Agostinho Didonetti.

 

Plantado em uma área experimental, no meio de uma roça de milho e em volta de árvores frutíferas e espécies nativas do cerrado, o alimento parece estar em um local estranho, mas é neste ambiente em que se cultiva o feijão no novo sistema.

 

Para se conseguir um ambiente equilibrado, é preciso ter diversificação, ou seja, várias espécies diferentes de plantas. A escolha dessas espécies deve ser feita de modo a se ter plantas que convivam em harmonia.

 

Produção
Quando o pequeno produtor decide plantar o feijão agroecológico, a primeira preocupação deve ser com o chamado período de transição, quando se deixa de usar produtos químicos. É um período que demora até que o ambiente se equilibre.

 

Outra preocupação é com o solo. “É preciso que ele esteja equilibrado, tanto do ponto de vista mineral quanto do ponto de vista da microbiologia, de sua parte viva. Em geral, quando você utiliza somente um cultivo, normalmente o solo fica viciado para aquela cultura. Quando você usa a diversificação, ele fica equilibrado, de modo que não surgem doenças e pragas de solo e deficiência de nutrientes”, afirma Didonetti.

 

Na área experimental foram plantadas nove variedades de feijão. Dessa forma o produtor pode analisar o desenvolvimento de cada um para escolher qual vai cultivar. Qualquer variedade pode ser utilizada, mas para o feijão agroecológico a aposta é nas variedades crioulas, aquelas que são puras, ou seja, que não sofreram alteração genética.

 

Para o produtor, uma das vantagens do feijão é a melhora na qualidade de vida, já que o agricultor não tem de lidar com veneno.

(*) Reportagem reproduzida do Portal G1 notícias. Veja o vídeo da matéria: http://g1.globo.com/goias/noticia/2012/03/testado-em-go-feijao-agroecologico-e-livre-de-qualquer-produto-quimico.html

Dexe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.