Homenagem da Articulação Nacional de Agroecologia

A grande mestra Ana Primavesi morreu no dia 5 de janeiro de 2020, ano de centenário de seu nascimento. Nos encontros de agroecologia, visitas de intercâmbio, cursos, seminários, reuniões dos grupos estudantis de agroecologia nas universidades, seu nome sempre ecoou com força e fez brilhar os olhos. Eram imensas sua sabedoria e sensibilidade como cientista e assertivas as suas orientações a agricultores e agricultoras.

Esta árvore frondosa, um jatobá centenário na imagem de sua biógrafa Virgínia Knabben, combinava um profundo conhecimento científico com a rara habilidade de professora de compreender e ensinar de forma simples a complexidade da teia da vida na natureza.

Falava tanto de vida e tinha tanta coerência entre o discurso e a prática, que a árvore frondosa só tombou pela ação do tempo. Quando algo assim acontece, parece não haver razões para tristeza. Faz parte do eterno recomeço dos ciclos da vida.

Que neste ano de seu centenário, quando a ciência é atacada com tanta agressividade e em muitos lugares as pessoas mais vulneráveis e a natureza sofrem tanto pela ganância do sistema capitalista, possamos ecoar mais ainda suas ideias e seguir refletindo sobre os ensinamentos desta grande mestra, semeando nas terras férteis que ela nos ensinou a cuidar com tanta dedicação e sabedoria.

Vá em paz, grande Mestra!

Brasil, 7 de janeiro de 2020

Dexe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.