Por Joana Moscatelli

Em meio à crise de abastecimento dos grandes centros urbanos brasileiros, provocada pela greve dos caminhoneiros, o IV Encontro Nacional de Agroecologia promove a troca de experiências de um outro modelo de desenvolvimento rural e consumo de alimentos.

Com o tema ‘Democracia e Agroecologia’, unindo campo e cidade, o evento conta com a presença de grupos de agricultores familiares, indígenas, quilombolas e outras redes ligadas à agroecologia de Norte a Sul do Brasil.

Uma das organizadoras do encontro, Flávia Londres, da Articulação Nacional de Agroecologia, ressaltou que o momento do país só fortalece ainda mais a importância dos debates sobre outros modelos de produção e consumo.

A agricultora ecológica Francisca Eliane de Lima, de Mossoró (RN), contou que não faltou alimento na feira local onde comercializa seus produtos. Para ela, é preciso cada vez mais consolidar a agroecologia como modelo de sociedade que traz segurança alimentar.

A professora e pesquisadora do Departamento de Solos da Universidade Federal de Viçosa Irene Cardoso disse que o evento promove a reflexão sobre que tipo de sistema agroalimentar a sociedade brasileira deseja.

O IV Encontro Nacional de Agroecologia acontece até domingo em Belo Horizonte. Durante os quatro dias de evento, o Parque Municipal de BH oferecerá debates, oficinas e apresentações artísticas sobre a agroecologia, além de feiras e atos.

Dexe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.