Notícias

CONTAG entregou, nesta quarta-feira (18), Carta Proposta da Juventude Trabalhadora Rural ao governo federal

contag juventudePor Lívia Barreto, da Contag

As demandas da juventude rural de todo o Brasil já estão nas mãos do governo federal. O próximo passo é sentar na mesa de negociação e conseguir respostas concretas para as reivindicações.

Integrantes da Comissão Nacional de Juventude Rural da CONTAG, a secretária nacional de Jovens, Mazé Morais, a secretária-geral da CONTAG, Dorenice Flor da Costa, e o presidente da CONTAG, Alberto Broch, reuniram-se na tarde de hoje (18) no Palácio do Planalto com os ministros do Desenvolvimento Agrário, Patrus Ananias; da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, e com o Secretário Nacional de Juventude, Gabriel Medina, para entregar a Carta Proposta da Juventude Trabalhadora Rural.

 

A Carta Proposta da Juventude Trabalhadora Rural é um conjunto de proposições de políticas públicas para a juventude rural, e tem como objetivo desencadear o processo de diálogo e negociação com o governo federal que redundem em mais direitos e oportunidades, para que os jovens trabalhadores rurais construam seu projeto de vida no campo. Nela estão listas de maneira objetiva e qualificada as principais reivindicações dos nossos jovens trabalhadores rurais, em uma pauta fortemente discutida nos encontros regionais e estaduais ao longo de mais de um ano de trabalho e reflexão.

Cinco integrantes da Comissão Nacional de Juventude Rural – cada um representando uma região do País – teve a oportunidade de falar aos ministros sobre pontos específicos da pauta. A mineira Marilene Faustino emocionou a equipe do governo quando afirmou: “Não estamos aqui apenas falando palavras vazias. Nesta carta estão reunidos os sentimentos e a esperança dos jovens de continuar lutando pelo nosso direito de decidir e de querer ficar no campo. É uma luta pela vida”.

Na avaliação da secretária nacional de Jovens, Mazé Morais, o fato de que as demandas da juventude foram ouvidas pelos integrantes do governo federal é importante, mas que o que deve ser destacado e lembrado é o compromisso assumido pelos ministros em darem respostas às reivindicações da Carta Proposta. “Nós temos a expectativa de que sejam anunciados resultados positivos em nosso 3º Festival da Juventude Rural”, afirmou Mazé.

Para o presidente da CONTAG, Alberto Broch, foi uma reunião onde a juventude teve a oportunidade de explicitar seus sentimentos e os pontos centrais do documento. “Lá estão pautas políticas e econômicas concretas do ponto de vista das políticas públicas para os jovens do campo. Foi importante perceber também o compromisso do governo em atender as demandas. É uma etapa inicial, mas muito positiva da construção do 3º Festival da Juventude”, afirmou Alberto. A secretária-geral da CONTAG, Dorenice Flor da Cruz, acredita que o mais importante é aguardar os resultados concretos das negociações. “Os ministros se mostraram bastante receptivos, mas temos que continuar o diálogo e insistir em ações efetivas”, afirmou Dorenice.

Dexe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.