arroz mstDa Página do MST,

Esta sexta-feira (15) foi marcada pela 10ª Abertura da Colheita do Arroz Agroecológico, ao marcar a abertura da safra nos assentamentos da Reforma Agrária, no Rio Grande do Sul.

O evento aconteceu no assentamento Filhos de Sepé, em Viamão, e contou com a presença do governador do estado, Tarso Genro, o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas, o presidente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Carlos Guedes de Guedes, o secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo, Ivar Pavan,entre outros.

 

Clique aqui e veja o vídeo sobre a atividade

Neste ano, a expectativa dos assentados é de que essa safra tenha a maior colheita dos últimos anos, chegando a cerca de 290 mil sacas (14,5 toneladas), produzidas em cerca de 3,4 mil hectares. Já na parte de sementes, a área de plantio é de 184,3 hectares e a produção estimada é de 21,170 mil sacas (base casca/seco).

A produção do arroz orgânico, sem que haja nenhuma utilização de agrotóxico, conta com 439 famílias de 24 assentamentos, em 15 municípios gaúchos.

arroz mst 2

“Antigamente tínhamos uma área de 467 hectares para a safra, hoje já são mais de 3,4 mil hectares”, destacou Émerson Giacomelli, da coordenação estadual do MST e representante Grupo Gestor do Arroz Agroecológico.

Já Tarso Genro, destacou a participação dos movimentos sociais no processo. “É fundamental termos esses grupos bem organizados”, ao afirmar que “as diversas políticas criadas para a Reforma, a organização dos movimentos sociais, a produção dos alimentos e a concepção da importância de um alimento mais saudável foram etapas que vencemos”.

Dexe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.