Notícias

Por que a agroecologia é a solução à fome e à soberania alimentar?

Divulgada na página do MST, entrevista produzida pela Transnational Institute com Miguel Altieri, agrônomo chileno e professor na Universidade da Califórnia, Berkeley, mostra tendências que levam à mudança de desenvolvimento na produção agrícola mundial.

 

 

Segundo Altieri, apesar do eixo da agricultura industrial se estruturar na erradicação da fome hoje milhões de pessoas sofrem pela falta do que comer. Ele acredita que o sistema de produção hegemônico é inviável, pois tende a esbarrar em questões ecológicas e climáticas incontornáveis. A agroecologia, segundo ele, é o melhor caminho para a humanidade.

 

Na avaliação do pesquisador, esse modelo tem produzido um terço dos gases poluentes e a contaminação do meio ambiente com pesticidas e fetilizantes, que estão causando problemas incalculáveis à saúde mundial. Calcula-se que só nos EUA os custos meioambientais e de saúde na agricultura moderna cheguem a 4 milhões de dólares por ano.

 

“Não outra alternativa sem ser a agroecologia que permita produzir suficientemente alimentos saudáveis e acessíveis”, afirma Altieri.

 

O enfoque científico tecnológico tem sido adotado por milhares de agricultores em todo o mundo, aproximadamente 50% da produção alimentar é feita por pequenos agricultores, sendo que 80% destes utilizam métodos agroecológicos, defende o intelectual.

Veja a entrevista completa: http://www.mst.org.br/Por-que-a-agroecologia-e-a-solucao-a-fome-e-a-soberania-alimentar  

Dexe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.